PT | EN | BR

Como construir a reputação da sua marca?

Com a pandemia nos últimos dois anos e diversas alterações no modo de comprar e de se relacionar com as marcas, os portugueses começaram a preocupar-se com outros assuntos. De forma geral, a saúde, o trabalho, a edu

03 março, 2022 webhouse.pt webhouse.pt webhouse.pt

Com a pandemia nos últimos dois anos e diversas alterações no modo de comprar e de se relacionar com as marcas, os portugueses começaram a preocupar-se com outros assuntos. De forma geral, a saúde, o trabalho, a educação, a família, a autonomia financeira, o entretenimento e a estabilidade são os fatores que mais preocupam os cidadãos.

Essa mudança segue duas linhas de estratégia muito importantes:

 

  • Perceções emocionais

O objetivo para construir a reputação da sua marca em 2022 é focar-se na construção de perceções emocionais, levando ao público-alvo atributos de relevância, confiança e admiração, que quando bem alicerçados constroem a consideração, a preferência e a recomendação.

  • Perceções racionais

Todos queremos que os produtos e serviços nos sejam entregues em bom estado do início ao fim do processo. No âmbito racional das perceções é necessário que as estratégias integrem matricialmente dimensões como a qualidade de serviço, a inovação, o ambiente de trabalho, a cidadania, o governo e a ética.

 

Quanto maior for o equilíbrio de avaliação entre as duas dimensões, maior é a força e a consistência das marcas. Pois, a porta de entrada na avaliação reputacional são os atributos associados à dimensão emocional e apenas depois é que se tenta justificar racionalmente essa mesma avaliação.

As tendências para construir a reputação da sua marca são:

 

  • Qualidade de Serviço

Com a pandemia, foi necessário que as marcas entregassem qualidade não apenas nos produtos, mas também nos serviços físicos, online e de centro de contacto. Todos os meios da marca precisam de ser adequados, eficientes, acessíveis e com respostas apropriadas, assertivas e rápidas.

 

  • Inovação

A preocupação com as necessidades da população e a adaptação rápida às mudanças que estão a ocorrer são uma prioridade para a construção reputacional, pois as marcas têm que inovar para responder tanto do ponto de vista do consumo, quanto do bem-estar geral dos cidadãos.

 

  • Ambiente de Trabalho

Se, antigamente, o que mais importava para a reputação da marca em relação ao ambiente de trabalho era a remuneração e a oferta de oportunidades iguais, neste momento ganha grande importância o bem-estar e o desenvolvimento dos colaboradores e também as oportunidades de inclusão e diversidade. A justificação para isso é que face à instabilidade que vivemos, poder estar em algum lugar que forma e prepara para os novos desafios é encarado como um seguro de vida.

 

  • Cidadania

É importante que as marcas se preocupem e apoiem efetivamente causas nobres em que a saúde, a educação e a cultura passaram a estar no topo das preocupações e prioridades, por terem sido mais afetadas.

 

  • Governo e Ética

Nos dias de hoje ou antigamente, existem atributos que são a base para a construção da reputação, e são eles: comportamento ético, honesto e transparente.

 

  • Uma boa imagem digital integrada com a sua marca

É preciso que a sua marca seja integrada em todos os canais, seja online ou offline. É preciso uma boa gestão nas redes sociais, um site bem estruturado e de fácil compreensão, softwares para automatizar os processos e muito mais!

Para que a imagem digital e a reputação da sua marca sejam de sucesso, conte com a ajuda da sua parceira digital WebHouse. Temos diversos serviços que alavancarão a sua empresa.

Diga-nos a sua necessidade que encontramos a solução.

Saiba mais em: https://bit.ly/3C4VLuO

A internet desenvolve-se e renova-se ao micro segundo, tornando a verdade de agora, informação desatualizada daqui a minutos, horas ou dias. Daí que todas as informações presentes neste artigo são consideradas válidas e atualizadas à data da sua publicação.

Artigos Recentes

Publicidade digital na Europa cresce 30,5% chegando aos 92 mil milhões de euros

O mercado da publicidade digital na Europa cresceu 30,5% em 2021, alcançando os 92 mil milhões de euros. Os dados são da IAB Europe, a associação europeia dedicada ao Marketing Digital e ao ecossistema publicitário, que justifica este crescimento significativo com o progressivo regresso à normalidade após a pandemia. O relatório “AdEx Benchmark 2021”, que analisou 28 mercados, revela ainda que todos eles registaram uma subida na casa das dezenas. A Turquia destaca-se como o país com o maior crescimento (99,7%), enquanto o Reino Unido, a Alemanha e França representam mais de metade de todo o investimento europeu em anúncios digitais. Ainda assim, o estudo deixa um alerta: a crescente inflação que se faz sentir significa que alguns dados recolhidos pelos anunciantes e profissionais de marketing devem ser cuidadosamente interpretados.

Webhouse aceita a aventura Fest4Kids!

Fest4Kids será o maior evento infantojuvenil da Península Ibérica e acontece nos próximos dias 3, 4 e 5 de junho no Estádio do Bonfim, em Setúbal.   Trampolins, insufláveis e discoteca para os mais novos, desportos radicais e gaming para o público juvenil. Ao final do dia, Carolina Deslandes, D.A.M.A, Bárbara Tinoco  e Team BRK - Criadores de Tik Tok Show fazem as delícias de toda a família. Este é um resumo do evento que conta com mais de 15.000m2 e 12h por dia sem parar de muita diversão.    Embarcamos no projecto Fest4Kids estamos a planear, criar, desenvolver e divulgar.    Uma aventura para mexer com os mais pequenos, mas que traz uma grande satisfação a todos os profissionais dentro da Webhouse.   Pode acompanhar todo o projeto através do site www.Fest4Kids.com e através das redes sociais.  

A mudança no comportamento dos consumidores e as consequências para as empresas

A forma como acontece o crescimento das empresas é completamente diferente dos últimos anos. A maneira como as pessoas descobrem as marcas mudou. Antes descobria-se uma nova marca com a televisão, depois pelo telemóvel, e por fim, a mudança para as redes sociais. Hoje em dia estamos em uma nova era e aqueles que se adaptarem terão sucesso no mercado.   Mudanças na forma de comprar Após o COVID-19 onde nos foi imposto o isolamento, aprendemos a manter e a criar novas ligações utilizando a tecnologia. Esta nova perspetiva afetou onde e como compram as pessoas;   Mudanças onde as pessoas passam o tempo Na última década, aconteceu uma mudança em como as pessoas usam o seu tempo. A valorização das plataformas online que trazem uma compra, entrega, escolha e jornada de compra fáceis e confiáveis foram a primeira opção do consumidor. O marketplace cresceu em média 70% e alguns sectores como, por exemplo, o da moda, tiveram um aumento de 142% no seu número de utilizadores e transações.   Consequências para o futuro Para que as empresas tenham sucesso, é necessário entender como as pessoas descobrem os seus produtos. As redes sociais tornaram-se o canal número um para descobrir produtos e empresas: 40% das pessoas descobrem as marcas pelas redes sociais, 38% pela pesquisa e 35% pela televisão.   Para ter êxito nos negócios de hoje em dia, é necessário que a sua presença digital seja feita de forma cuidadosa e estratégica. A Webhouse é a sua parceira digital e está pronta para auxiliar e alavancar a sua marca! Saiba mais em: Fale Connosco 

Papel das redes sociais e dos influenciadores de opinião no Marketing

Se tem uma conta no Instagram, já reparou que os influenciadores tornaram-se uma peça fundamental para as marcas. Em 2022, a ideia de que a marca é mais do que os produtos e sim os seus valores e princípios está ainda mais forte. Os consumidores procuram mais transparência sobre as práticas dos negócios e sobre as pessoas que seguem. Os criadores de conteúdo tornam-se ferramentas de comunicação eficientes para divulgar mensagens relacionadas com os valores de uma marca, como responsabilidade e compromissos sociais, além dos produtos e serviços. As marcas que sabem aproveitar o relacionamento com os criadores de conteúdos são as que mais estão a obter sucesso.   Social commerce e os influenciadores   O crescente consumo de redes sociais dos últimos anos, principalmente após o Covid, levaram a ascensão do social commerce. As plataformas procuram fornecer soluções mais inteligentes para os consumidores se inspirarem e comprarem num só lugar, enquanto criam soluções para as marcas personalizarem a experiência de compra com anúncios relevantes. O social commerce estimula a ação dos clientes e uma maior participação do público e os influenciadores e criadores são cruciais para esta conversão. Se no passado já era importante, em 2022 uma marca deve incluir mais ainda na sua estratégia o influencer marketing, porque se uma marca não é falada nas redes sociais pode correr o risco de não existir.   Saiba mais em: Serviços Web | Agência Marketing e Desenvolvimento   Web (webhouse.pt) e eleve a sua marca!

Tendências do consumidor que vão marcar 2022

A pandemia afetou as marcas, os consumidores e a relação entre ambos. Segundo o estudo "Tendências do Consumidor 2022", elaborado pela área de Consumer Engagement da LLCY os clientes tornaram-se mais exigentes e mais céticos. Com base na análise de interações sociais nos 12 países onde a consultora está presente, o relatório identifica 6 tendências mais relevantes que vão representar uma "grande oportunidade para as marcas encontrarem um potencial de diferenciação junto dos seus clientes e da sua concorrência"   Felicidade: Neste período pós pandemia, tornou-se necessário celebrar cada momento de felicidade, mesmo que este seja temporário. Procura-se escapar da realidade incerta e stressante. É necessário que as marcas trabalhem com criatividade e personalização para alcançar este objetivo. Positivismos: Depois de dois anos de ansiedade e medo que a pandemia deixou, agora os consumidores são mais influenciados pelo contágio emocional digital, isto é, trata-se de normalizar as impressões mais negativas e reconhecer que, dentro do mau, também pode haver algo construtivo. Bem-estar: Hoje, os consumidores estão mais conscientes da importância do bem-estar, da saúde mental, do equilíbrio social e da consciência ambiental. Vivemos na era onde o autocuidado e o compromisso dos consumidores com o planeta vão condicionar e impulsionar as marcas para novos caminhos. Imediatismo: Passámos da facilidade e acessibilidade nas compras para o imediatismo. O consumidor está cada vez mais ansioso e exigente com o seu tempo e este é um caminho de diferenciação para as marcas. Hoje, prefere-se fazer compras rápidas em estabelecimentos próximos ou que entreguem no mesmo dia. Comunicação como elo principal: A fidelização à marca, que antes se esperava, foi substituída pela necessidade de uma experiência de compra única. Os dados mostram que os consumidores querem cada vez mais ver-se refletidos na comunicação das marcas e isso influencia as decisões de compra e a fidelidade. Consumo online: As pessoas estão cada vez mais interessadas no online como o fim para os limites físicos. Os avanços das últimas décadas e a aceleração com a pandemia fazem com que o mundo presencial seja cada vez mais reduzido.   Para ajudar a sua marca a diferenciar-se com todos os perfis de clientes, conte com uma agência de marketing com os mais diversos serviços e que elevarão o seu negócio ao próximo nível! Entre em contacto connosco: https://bit.ly/3Ih7cRp  
2022 Webhouse.pt | Todos os direitos reservados.
Política Privacidade | Resolução de Conflitos | Uso de Cookies
Livro Reclamações
Criado com  por Webhouse.pt
Eu aceito
Este website utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao prosseguir com a navegação, está a concordar com a sua utilização. Saiba mais
Contacto no WhatsApp
Contacto no Messenger